NOTÍCIAS IBEMA

Economia circular gera um impacto positivo na natureza

Publicado em 19/02/2020
Fonte: Portal Terra

A produção de embalagens é um componente importante na economia das nações desenvolvidas. Hoje, mais de 80% do que é produzido nas fábricas acaba sendo encaminhado ao mercado dentro de algum tipo de embalagem, relata Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News & Negócios (www.revistaecotour.news).

Estudo realizado pelo Cempre - Compromisso Empresarial para a Reciclagem demonstra que 170 milhões de brasileiros não são atendidos por coleta seletiva em suas cidades. Isso significa que apenas 15% da população tem acesso a esse tipo de serviço.

De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 76,4% das indústrias brasileiras aplicam economia circular. A palavra lixo é totalmente ultrapassada. Não existe lixo, existem matérias-primas valiosas e mal aproveitadas. A economia circular consiste em alterar o conceito de lixo para criar uma visão de reaproveitamento dos produtos.

Segundo Fabio Mestriner, consultor da Ibema, -" o fornecimento de embalagens é tão crítico que, na eventualidade da falta deste insumo na produção, a maioria dos produtos não conseguiria deixar as fábricas e as empresas parariam de emitir notas fiscais. A indústria brasileira de embalagem está alinhada tecnologicamente e em capacidade de produção com suas congêneres dos países desenvolvidos e aqui estão presentes com suas fábricas, 18 das 20 maiores indústrias mundiais deste segmento. O Brasil produz e exporta muitos tipos de embalagens e o setor gerou, em 2014, o faturamento de R$ 48 bilhões, o que representa uma parcela significativa do PIB nacional".

Seja o lixo reciclável ou orgânico, o intuito é que ambos possam ser reutilizados em um novo ciclo, gerando uma nova forma para que sejam utilizados como insumos para produção de novos produtos no mercado. "Assim, diminuindo a produção de lixo e gerando um impacto positivo na natureza", salienta Vininha F. Carvalho.


• Clique AQUI e leia a matéria completa no site do Terra!

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES
ARQUIVO DE NOTÍCIAS
VOLTAR